Ipatinga vence Nacional de virada e assume vice-liderança

IMG_0265
O atacante Parrão foi um dos melhores em campo

O Ipatinga conquistou sua primeira vitória no Módulo II, neste domingo, sobre o Nacional de Muriaé, em partida válida pela terceira rodada. Jogando com um a menos na maior parte do jogo, o Quadricolor saiu atrás do placar, mas virou com gols de Márcio Gabriel, Parrão e Mateus Augusto. O resultado de 3 a 1 deixa o Tigre na vice-liderança do grupo B, com quatro pontos.

O jogo

Sob o forte calor que fazia na manhã deste domingo o Ipatinga entrou em campo, mas foi surpreendido logo nos primeiros minutos de jogo com o gol do Nacional. Depois de bola alçada na área, Danilo mandou para o fundo da rede de Gustavo: 1 a 0 Nacional.

Aos 9 min, quase saiu o empate Quadricolor. Denílson fez boa jogada pela esquerda, cruzou rasteiro para área e Daniel Vilela tentou de calcanhar para o gol passando com perigo a meta adversária.

Aos 13 min, o Ipatinga teve uma grande perda. Rodrigão foi expulso de jogo, após o árbitro afirmar que o zagueiro atingiu seu rival com uma cabeçada.

Mesmo com um a menos, o Ipatinga não desanimou e continuou se mostrando melhor em campo, criando boas jogadas. Com a pressão do Tigre o Nacional foi obrigado a recuar ficando só em seu campo.

O Ipatinga teve boas oportunidades com Gustavo Lima, Parrão e Mateus Augusto, que ficaram nas mãos de Paulo Victor.

No final do primeiro tempo, o gol do empate quase saiu. Parrão fez bela jogada, cruzou na área, mas Mateus acabou furando a finalização, terminado a primeira etapa de 1 a 0 para o Nacional.

Virada Quadricolor

O papo no vestiário animou mais ainda os jogadores ipatinguenses e na volta para o segundo tempo o time voltou pressionando ainda mais. E não demorou muito para o gol sair.

IMG_0141 cópia
Márcio Gabriel, artilheiro do Ipatinga e do campeonato com três gols, empatou a partida.

Aos 10 min, Parrão avançou em velocidade e invadiu a área, mas foi derrubado por João Carlos, que foi expulso. O árbitro da partida assinalou pênalti e Márcio Gabriel, artilheiro do Ipatinga e do Campeonato, converteu em gol, empatando a partida: 1 a 1.

Com o empate nas mãos as forças quadricolores aumentaram ainda mais, sendo empurrados pela torcida.

Daí pra frente foi só pressão do Tigre. Aos 16 min, Geovane quase virou após um belo chute. Aos 19 foi à vez de Daniel Vilela quase virar o jogo, após escanteio cobrado por Márcio Gabriel, o meia acertou um belo cabeceio que passou com perigo.

E aos 26 min, eis que sai o gol da virada. O atacante Parrão recebeu bola e invadiu a área, tocando na saída de Paulo Victor, colocando o Ipatinga a frente do placar: 2 a 1 Tigre.

IMG_0276
Mateus Augusto, autor do terceiro gol Quadricolor

A pressão Quadricolor seguiu forte e o Nacional sentiu. A torcida na arquibancada fazia a festa e pedia mais gols. E não demorou muito para o terceiro gol sair. Aos 37, o goleiro Paulo Victor tentou sair chutando, Mateus Augusto marcou sobre pressão, fazendo com que o goleiro cometesse o erro e chutasse sobre o atacante. Com o chute forte a bola bateu em Mateus e entrou na meta do Nacional: 3 a 1 Ipatinga.

Mesmo com o placar em 3 a 1, o Tigre queria o quarto gol, pressionou e sentiu o apoio da torcida. Restando poucos minutos para o fim da partida, o time passou administrar o placar, tocando bola em seu campo, sob os gritos de “olé” vindo das arquibancadas.

O time agora se reapresenta nesta segunda-feira, às 15h, no CT do Tigre, iniciando a preparação para enfrentar o Democrata-GV, na quinta-feira, às 20h30, em Valadares.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Comentários