Maykell pega três pênaltis e garante Jabaquara na semifinal do Ipatinguense Juvenil

O jogo atrasado das quartas de final do Campeonato Ipatinguense Juvenil foi realizado na manhã deste domingo, no campo do Jabaquara. Quem compareceu pode acompanhar um grande jogo, que foi decido nas penalidades máximas. No primeiro jogo das quartas de final, o Beira Rio goleou o Jabaquara, por 4 a 1, mas foi em casa que o Jabaquara se superou, venceu, de virada, no tempo regulamentar por 3 a 2 e nas penalidades por 3 a 1, com três defesas do goleiro Maykell. O resultado garantiu o Jabaquara na semifinal da competição e enfrentará a Usipa.

Jogo das penalidades
Por incrível que pareça, o jogo foi quase que uma disputa antecipada das penalidades máximas. Dos cinco gols marcados no tempo regulamentar, três foram em cobranças de pênaltis.

O Jabaquara precisava vencer para forçar as penalidades máximas e chegar ao sonho da final, mas foi o Beira Rio, do técnico Ximbica, que comandou o time das arquibancadas (devido suspensão), o primeiro a marcar no jogo. Em menos de cinco minutos de jogo, o árbitro César Teixeira marcou pênalti para o time do bairro Planalto. Quirino cobrou no canto direito e inaugurou o marcador: 1 a 0 Beira Rio.

img_4287Não demorou muito para o Jabaquara empatar. Três minutos após sofrer o gol, o time comandado por Valinir do Espirito Santo, tratou de igualar o placar. Bryan recebeu bola dentro da área e mandou para o fundo da meta defendida por Rafael: 1 a 1.

Com o jogo disputado, ambas as equipes criaram oportunidade de gols, mas os goleiros Maykell e Rafael não queriam ser os vilões do jogo e fizeram boas defesas.

O sonho do Jabaquara ir à final do campeonato ressurgiu aos vinte minutos de jogo, em mais uma penalidade marcada pela arbitragem, desta vez para o time da casa. O camisa 11,  bryan, cobrou sem chances de defesa para Rafael e colocou o Jabaquara a frente do placar: 2 a 1 Jabaquara.

Na segunda etapa, em seus minutos iniciais, o Beira Rio que precisava de um empate, tratou de fazer o resultado. O árbitro da partida marcou a terceira penalidade do jogo, agora para o Beira Rio. Quirino cobrou, o goleiro Maykell espalmou, a bola bateu na trave e no rebote Quirino empurrou para o gol: 2 a 2.

Com o jogo empatado, as duas equipes buscavam a vitória. O Beira Rio para dar mais tranquilidade a equipe e o Jabaquara porque era o único resultado que o manteria vivo na competição.

img_4345E aos 30 min, o Jabaquara voltou novamente à frente do placar. Gustavo recebeu bola entre dois marcadores, invadiu a área e mandou para o fundo do gol: 3 a 2. Nos minutos finais, o Jabaquara teve nova oportunidade de ampliar o placar, mas o goleiro Rafael evitou o quarto gol.

Com a vitória no tempo regulamentar, a decisão de quem avançaria para a semifinal foi decidida nas penalidades máximas. Na primeira sequência, os goleiros Rafael e Maykell defenderam as cobranças. Na segunda sequência, o Jabaquara desperdiçou a cobrança, mandando sobre o gol. Já o Beira Rio converteu em gol.

Após a vantagem de 1 a 0, surgiu a estrela do goleiro Maykell, que defendeu as outras duas cobranças do Beira Rio. E os batedores trataram de acertar o gol e confirmar a vitória por 3 a 1, que garantiu o time na semifinal.

A data do jogo de ida da semifinal, entre Jabaquara e Usipa, deve ser divulgada pela LDI na segunda-feira. Segundo informações do presidente da entidade, Roberto Xavier, o jogo será realizado no meio da semana, para que o jogo de volta se normalize no calendário.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Comentários